• Plantão

    Negócio em alta: obras da usina de Itaipu atraem empresas de concreto para Foz do Iguaçu



    Crescimento da construção civil impulsionada principalmente pela Itaipu permitiu abertura de filiais de empresas do setor vindas de cidades vizinhas.

    De dois anos para cá, a Itaipu transformou Foz em um canteiro de obras, abrindo vários nichos de mercado, principalmente na área da construção civil. Essa abertura se deu em grande parte em função dos novos empreendimentos financiados pela empresa, como a segunda ponte sobre o Rio Paraná e a Perimetral Leste, por exemplo. As obras estão atraindo empresas de concreto para Foz do Iguaçu. Boa parte expandiu os negócios ou abriu filiais na cidade, tamanha é a demanda. 

    As obras bancadas pela Itaipu geram diretamente e indiretamente 2,5 mil empregos em Foz e região. Os investimentos aportados são da ordem de R$ 2,5 bilhões. 

    Para o diretor-geral brasileiro de Itaipu, general João Francisco Ferreira, “as obras de Itaipu representam o grande legado de um empreendimento hidrelétrico no País, que se somará aos benefícios que Itaipu já proporciona com a geração de energia, o pagamento de royalties, de ICMS e tantos outros”.


    Nicho
     
    Com o advento da ponte e da perimetral, a diretoria da Mineromix Concretos, de Santa Terezinha de Itaipu, vislumbrava um crescimento grande, mas não imaginava tamanho impacto. A empresa já entregou mais de 13.500 metros cúbicos de concreto na segunda ponte, o equivalente a 1.687 caminhões. Para isso, teve de aumentar a frota e contratar mão de obra – e ainda há muita demanda a ser atendida. 


    Fases

    Só a Ponte da Integração Brasil – Paraguai, que ligará Foz a Porto Franco, já está com metade da obra pronta. A perimetral já está na terceira fase. As duas obras são estruturantes e vitais para o escoamento do fluxo de cargas pesadas entre o Brasil e a Argentina da área turística e das avenidas centrais da cidade. As duas obras devem ser entregues até o fim de 2022.


    Novas frentes

    Até 15 de abril a Itaipu dará partida ao projeto de duplicação do trecho de 8,5 KM da BR 469, a Rodovia das Cataratas, com a revisão e entrega ao DNIT. A previsão é que até o fim de maio o documento seja aprovado, abrindo caminho para o lançamento da licitação do DER/PR, o que deve ocorrer no mesmo mês.

    Além das obras estruturantes para Paraná, Itaipu também está investindo na sustentabilidade da própria geração elétrica da empresa, como é o caso da atualização tecnológica. A usina completa no dia 5 de maio 37 anos de produção. “Continuaremos esse processo, para que nossa usina seja moderna daqui a 10, 20 anos”, diz o diretor-geral brasileiro de Itaipu. 

    Veja o status das obras financiadas por Itaipu



    Fonte: Assessoria

     

    Dr Flavio
    CEO - República De Curitiba Oficial
    Blogueiro, Empreendedor, Produtor Cultural, Social Media e Amante do Direito...
    '' Invista nessa marca, visite nossa loja oficial''

    Nenhum comentário

    Obrigado pelo seu comentário, Lembrando que você é responsável juridicamente por tudo aquilo que escreve e, se solicitado, enviaremos as informações às autoridades competentes caso o conteúdo do comentário afronte a Lei.

    Post Top Ad

    ad728
    ad728

    Post Bottom Ad

    Monitoramento Redes Sociais, Clipping.