• Plantão

    Diretores de Itaipu acompanham andamento de obras estruturantes financiadas pela empresa em Foz do Iguaçu




    O percurso incluiu as ciclovias do bairro Itaipu A, o Mercado Municipal, a pista do Aeroporto Internacional das Cataratas e a Ponte da Integração.

    O diretor-geral brasileiro da Itaipu, general Joaquim Silva e Luna, acompanhou, na manhã desta quarta-feira (4), o andamento de algumas das obras financiadas pela empresa, em Foz do Iguaçu. O percurso incluiu as ciclovias do bairro Itaipu A, o Mercado Municipal, a pista do Aeroporto Internacional das Cataratas e a Ponte da Integração. Os investimentos nestas obras somam mais de R$ 1,2 bilhão. Todas estão no cronograma e a maior parte vai ser entregue até o ano que vem. Hoje, elas representam uma grande movimentação da economia da cidade, com a geração e manutenção de postos de trabalhos em várias frentes. São mais de mil empregos diretos. 

    Participaram da comitiva o diretor de Coordenação da Itaipu, general Luiz Felipe Carbonell; o diretor superintendente do Parque Tecnológico Itaipu (PTI), general Eduardo Garrido; assessores dos diretores e integrantes da Superintendência de Obras da Itaipu. 

    Para o diretor-geral brasileiro, a visita serve não apenas para acompanhar o ritmo das obras, mas também como um estímulo aos trabalhadores que estão dando forma a essas construções e para reunir informações que serão repassadas ao presidente Jair Bolsonaro.

    Silva e Luna destacou a pró-atividade das equipes: “O que vimos foi muita empolgação e cuidado com os detalhes. Gente comprometida e que enxerga à frente e resolve possíveis problemas antes mesmo que surjam”, elogiou. No rol de obras estruturantes, a usina de Itaipu investe na segunda ponte sobre o Rio Paraná, a Perimetral Leste e a duplicação do trecho de 8,7 km da Rodovia das Cataratas (BR-469).


    Qualidade e prazo

    A maioria das obras se dá por meio de convênios, nos quais Itaipu apoia com recursos financeiros e fiscaliza a aplicação e a execução. “Por trás da obra física, existe um grande trabalho de projeto, orçamentos, confecção de convênios, trabalho que é realizado pela própria Itaipu. Para nós, da diretoria de Coordenação, é muito gratificante ver esse esforço tomando forma”, avaliou o general Carbonell. 

    “Com a equipe que a Itaipu tem e a excelência das empresas que estão trabalhando nessas obras, nós temos mais certeza ainda que vamos entregar estruturas muito bem planejadas e construídas, que vão transformar as atividades da nossa cidade”, concluiu o diretor.





    Vila A

    A primeira obra visitada pelos diretores foi a da ciclovia próxima ao trevo do Charrua. No local, o projeto inclui a construção de calçadas em paver, ciclovia, cercamento, drenagem e iluminação em LED na quadra entre as avenidas Paraná, Araucária, Garibaldi e BR-277, com cerca de 4,8 km de extensão. O projeto foi orçado em R$ 8,4 milhões e está 60% concluído. A finalização está prevista para junho de 2021. 

    Com entrega prevista também para junho de 2021, as obras do novo Mercado Municipal, chamado de Mercobal, já passaram de 40% de execução. O espaço já tem forma, com a estrutura principal pronta e o início da instalação das ferragens dos boxes internos. O investimento total é de R$ 14,5 milhões. 


    Aeroporto

    Os diretores foram recebidos na via de acesso ao Aeroporto Internacional de Foz do Iguaçu, cuja duplicação está em fase de acabamento, pela equipe da Infraero. O superintendente do aeroporto, Joacir Araújo dos Santos, o gerente de Engenharia da Infraero, Marcelo Raggi, e o engenheiro responsável pela obra do aeroporto, Rubens Sampaio Sarlo, esclareceram as dúvidas da comitiva.

    Em seguida, o grupo foi até a pista do aeroporto, que já está em fase de término das camadas suportes para o recebimento da capa asfáltica e delimitação da pista. A previsão é que, até dezembro, seja colocada toda a primeira camada de concreto, com 7 centímetros. Outra camada, de 6 centímetros, será colocada posteriormente. 

    Entre a duplicação do acesso, a ampliação da pista e a ampliação do pátio de aeronaves, a Itaipu está investindo R$ 84,9 milhões no aeroporto de Foz do Iguaçu. 


    Ponte da Integração

    Na última parada da visita, os diretores foram recebidos por Osman Bove, engenheiro gerente de contrato do consórcio Ponte Foz - Construbase/Cidade/Paulitec, responsável pela construção da Ponte da Integração. Ele mostrou uma maquete, explicou como as obras estão sendo realizadas e enumerou os próximos passos. 

    “Estamos todos muito orgulhosos de fazer parte de algo tão grandioso, que será tão importante para o futuro da região”, disse Osman. A nova ponte será uma importante fonte de desenvolvimento regional, desafogando o tráfego na Ponte da Amizade. As obras de infraestrutura já estão em 40%, com expectativa de término até março de 2022. 

    A Itaipu está investindo R$ 323,7 milhões na ponte e mais R$ 139,2 milhões na Perimetral, cujos projetos estão em fase de revisão pelo Departamento Nacional de Infraestrutura de Tráfego (Dnit). Os recursos são advindos de uma melhora na gestão dos recursos da binacional durante a gestão Silva e Luna, sem acarretar em aumento na tarifa de energia para o consumidor brasileiro.

    Fonte: Assessoria

    Dr Flavio
    CEO - República De Curitiba Oficial
    Blogueiro, Empreendedor, Produtor Cultural, Social Media e Amante do Direito...
    '' Invista nessa marca, visite nossa loja oficial''

    Nenhum comentário

    Obrigado pelo seu comentário, Lembrando que você é responsável juridicamente por tudo aquilo que escreve e, se solicitado, enviaremos as informações às autoridades competentes caso o conteúdo do comentário afronte a Lei.

    Post Top Ad

    ad728
    ad728

    Post Bottom Ad

    Monitoramento Redes Sociais, Clipping.