• Plantão

    Ministro inaugura na sexta, 28, obras no aeroporto de Foz, financiadas em boa parte por Itaipu




    O ministro de Infraestrutura, Tarcísio Gomes de Freitas, representantes da Infraero e diretores da Itaipu Binacional participam da solenidade.

    As obras de modernização e ampliação do Aeroporto Internacional de Foz do Iguaçu, que devem reconfigurar o status do Destino Iguaçu, serão inauguradas nesta sexta-feira, 28. O ministro de Infraestrutura, Tarcísio Gomes de Freitas, participa da solenidade. Ele vai também assinar a ordem de serviços para ampliação da pista de pouso e decolagem, que permitirá que o terminal receba aviões de grande porte, em voos intercontinentais.

    A Itaipu Binacional investiu recursos na ampliação do pátio de aeronaves e na duplicação dos 800 metros da pista que liga o aeroporto à BR-469. A obra deverá ser concluída até meados deste ano. Além do alargamento das pistas, serão criadas alças de retornos e acostamentos. Haverá, ainda, uma ciclovia, passarelas de pedestres e abrigos de ônibus. A Itaipu também já se responsabilizou por 80% do custo de ampliação da pista de pouso e decolagem. O valor do contrato assinado com a construtora, pela Infraero, é de R$ 53,9 milhões, dos quais a Itaipu entrará com R$ 43,1 milhões.

    Na solenidade de entrega de obras e assinatura de serviços, além do ministro de Infraestrutura, estarão presentes representantes da Empresa Brasileira de Infraestrutura Aeroportuária (Infraero) e diretores de Itaipu, inclusive o  diretor-geral brasileiro, general Joaquim Silva e Luna, e demais autoridades. A solenidade será às 10h na área de embarque e desembarque do terminal.

    Modernização

    Fazem parte da inauguração a modernização as obras na área interna do terminal, que estão praticamente concluídas desde dezembro do ano passado. As ações incluíram ampliação das salas de embarque e desembarque, instalação de esteiras de restituição de bagagem na área de desembarque e instalação de quatro novas pontes de embarque. As melhorias resultaram na ampliação do saguão do terminal e nos setores de check-in e inspeção.

    De acordo com a Infraero, a capacidade do Aeroporto Internacional de Foz do Iguaçu saltou dos atuais 2,5 milhões para cinco milhões de passageiros ao ano. As salas de embarque, que tinham 900 metros quadrados, passaram para 5,4 mil metros quadrados. O valor inicial do investimento foi R$ 32,650 milhões, em recursos da Infraero e da Itaipu Binacional. 

    Ampliação da pista 

    No começo deste mês, o Diário Oficial da União trouxe a publicação do “extrato de contrato” para a elaboração do projeto executivo e das obras e serviços referentes à ampliação da pista de pouso e decolagem do Aeroporto Internacional das Cataratas, em Foz do Iguaçu. O prazo das obras é de 515 dias, um ano e meio,  a partir da assinatura da ordem de serviço nesta sexta-feira.

    Com a ampliação da pista, o terminal poderá receber aviões de grande porte, que poderão fazer voos diretos, sem escalas, para destinos na Europa e na América do Norte. Com isso, Foz do Iguaçu ficará mais acessível aos turistas dessas regiões, o que deverá contribuir para o incremento do turismo na região de fronteira.

    O Aeroporto Internacional de Foz do Iguaçu deverá ser o primeiro sustentável do País e será piloto para outros terminais do Brasil. Para atender a requisitos de sustentabilidade, haverá geração de energia por painéis fotovoltaicos, será feita a gestão de resíduos sólidos e a água da chuva será captada. Entre outras ações, o terminal contará também com um eletroposto.


    Prioridades

    As obras no aeroporto estão na lista de prioridades da gestão da nova Itaipu, que começou a ser reestruturada desde a posse do general Joaquim Silva e Luna, no dia 26 de fevereiro de 2019. Só na margem brasileira da usina, a reestruturação está garantindo o redirecionamento de R$ 600 milhões para o desenvolvimento regional. Esses recursos foram economizados com o corte de convênios e patrocínios sem aderência à missão da empresa.

    Além do aeroporto, as principais obras financiadas por Itaipu são a Ponte da Integração Brasil-Paraguai, entre Foz do Iguaçu e Presidente Franco, inciadas em agosto de 2019 e previstas para conclusão em junho de 2022, juntamente com a Perimetral Leste, que vai desviar o tráfego de caminhões pesados do corredor turístico e do centro da cidade. A perimetral permitirá o tráfego de caminhões entre Brasil, Argentina e Paraguai diretamente da BR-277 às pontes entre os dois países (e vice-versa).

    A gestão Silva e Luna também priorizou a modernização do Hospital Ministro Costa Cavalcanti, com a abertura de mais leitos para o SUS, a conclusão do mercado municipal, a remodelagem do turismo interno de Itaipu e a transformação do Gramadão de Itaipu, na Vila A, num parque de lazer.

    Também será criado um circuito turístico Itaipu, com saída do futuro mercado, com roteiro que remeta o turista e morador à época da construção e a entrega da ciclovia da Tancredo Neves.

    Fonte - Assesssoria

    Por: Dr Flavio
    CEO - República De Curitiba Oficial
    Blogueiro, Empreendedor, Produtor Cultural, Social Media e Amante do Direito...
    '' Invista nessa marca, visite nossa loja oficial''

    Nenhum comentário

    Obrigado pelo seu comentário, Lembrando que você é responsável juridicamente por tudo aquilo que escreve e, se solicitado, enviaremos as informações às autoridades competentes caso o conteúdo do comentário afronte a Lei.

    Post Top Ad

    Monitoramento Redes Sociais, Clipping.

    Post Bottom Ad

    Monitoramento Redes Sociais, Clipping.