• Plantão

    Itaipu prepara circuito turístico ligando mercado municipal, Gramadão e Usina



    No trajeto, haverá paradas em pontos que remetem à época da construção da usina de Itaipu.

    A partir deste ano, o turismo da usina de Itaipu contará com um novo circuito turístico, que vai ligar o futuro Mercado Municipal de Foz do Iguaçu ao Gramadão da Vila A e à usina. No trajeto, haverá paradas em pontos históricos que remetem à época da construção de Itaipu, como o Hospital Ministro Costa Cavalcanti e a Vila C, bairro construído para abrigar os operários que trabalharam nas obras. O novo circuito turístico está sendo desenhado dentro de um plano diretor. A gestão dos passeios será feita pelo Parque Tecnológico Itaipu (PTI), responsável pelo Complexo Turístico Itaipu, na área dentro da usina.


    O Gramadão da Vila, um dos espaços de lazer mais frequentados por moradores da Vila Itaipu A e de boa parte de Foz do Iguaçu, passará por uma revitalização completa e será transformado num grande parque de lazer. O projeto irá respeitar a singularidade do espaço, com intervenção mínima no gramado. Previstas ainda para este ano, as obras no Gramadão serão a maior intervenção feita pela usina desde o final dos anos 1990, quando ali foi promovido o primeiro Natal de Foz, e do início de 2000, quando construída uma nova infraestrutura, com Concha Acústica e sanitários. O ponto de encontro estava consolidado. 




    Os 13 mil metros quadrados do Gramadão vão receber novo mobiliário urbano, ordenamento e adequação das barraquinhas de comidas, reforço na iluminação, arborização e paisagismo, instalação de arquibancadas de concreto, criação de rampas e adaptação da Concha Acústica para diferentes tipos de espetáculos. O parquinho para as crianças também receberá melhorias. A estimativa é de que a reforma comece no segundo semestre do ano que vem. A conclusão está prevista para 2021, num investimento estimado de R$ 2,6 milhões.


    As obras do Mercado Municipal, que fará parte do circuito, estão na fase final. Ocupando um antigo galpão da extinta Cobal na Vila Itaipu A, o mercado terá 3,7 mil metros quadrados de área, onde serão instalados 70 boxes, com restaurantes, quiosques, empório, mercearia e comércio em geral, além de uma praça de eventos. O projeto executivo foi elaborado pelo Parque Tecnológico Itaipu (PTI). A responsabilidade pela gestão do local ainda não foi definida, mas já se sabe que ali haverá pontos de embarque e desembarque dos passageiros que forem fazer o passeio. 




    Mais melhorias

    O novo circuito turístico se soma aos atrativos de Itaipu, que também vão passar por obras de melhorias e embelezamento, como já está sendo feito no Mirante do Vertedouro. O projeto arquitetônico do mirante está pronto e até março será concluído o projeto de engenharia. Na sequência, serão definidos os projetos do Mirante Central e parte das mudanças do Centro de Recepção do Visitante, na entrada da barreira, com a criação do Espaço Kids. 


    O Ecomuseu também passará por revitalização. Muitos processos ocorrerão de forma paralela. As obras, no entanto, começam na metade do ano. O principal ganho é a qualidade do atendimento, a melhora da infraestrutura, além do embelezamento, possibilitando ao turista vivenciar da melhor forma possível os passeios pelos atrativos da usina. Mesmo com as novidades, não haverá aumento na cobrança de tarifa de visitação e a entrada e permanência no Gramadão continuarão livres.




    “O turismo é uma vocação natural de Foz do Iguaçu. É uma atividade que gera riquezas e benefícios para centenas de milhares de pessoas em toda a região”, diz o general Joaquim Silva e Luna, diretor-geral brasileiro de Itaipu. Silva e Luna lembra que o investimento em turismo faz parte da missão da usina, que é “gerar energia elétrica de qualidade, com responsabilidade social e ambiental, impulsionando o desenvolvimento econômico, turístico e tecnológico, sustentável, no Brasil e no Paraguai”.



    Aeroporto

    Além do novo circuito turístico e dos investimentos nos atrativos da usina, Itaipu está financiando a maior parte das obras de ampliação da pista de embarque e desembarque do Aeroporto Internacional de Foz do Iguaçu e também da ligação entre o terminal e a BR-469. Depois de concluídas, as obras vão permitir que o aeroporto possa receber aviões de grande porte, o que permitirá voos diretos para os Estados Unidos e a Europa, ampliando a possibilidade de atrair para o destino mais visitantes estrangeiros.


    "Poucas regiões no mundo têm o potencial turístico do Destino Iguaçu, que reúne três cidades de países diferentes, dois grandes rios e suas atrações – o Iguaçu, com as Cataratas, e o Paraná, com a usina de Itaipu. Além de outros atrativos que vieram se somar a esses dois principais chamarizes de visitantes", diz o general Silva e Luna. "O que precisa fazer - e Itaipu está contribuindo para isso - é melhorar a infraestrutura e criar mais motivos para o turista ficar por mais tempo na região de fronteira, garantindo mais dinheiro e mais empregos para nossa população", conclui.



    Fonte: Assessoria



    Por: Dr Flavio
    CEO - República De Curitiba Oficial
    Blogueiro, Empreendedor, Produtor Cultural, Social Media e Amante do Direito...
    '' Invista nessa marca, visite nossa loja oficial''

    Nenhum comentário

    Obrigado pelo seu comentário, Lembrando que você é responsável juridicamente por tudo aquilo que escreve e, se solicitado, enviaremos as informações às autoridades competentes caso o conteúdo do comentário afronte a Lei.

    Post Top Ad

    ad728
    ad728

    Post Bottom Ad

    Monitoramento Redes Sociais, Clipping.