• Plantão

    Na COP 25, Itaipu e UNDESA fazem lançamento oficial de 17 estudos de caso sobre Agenda 2030



    Para o subsecretário geral da UNDESA, Liu Zhenmin, Itaipu é um exemplo mundial sobre o tema. Evento ocorreu na manhã desta segunda-feira (9), na Espanha

    A Itaipu Binacional e o Departamento de Assuntos Econômicos e Sociais da ONU (UNDESA) lançaram na manhã desta segunda-feira (9), na COP 25, 17 estudos de caso que cobrem os Objetivos de Desenvolvimento Sustentável (ODS) que compõem a Agenda 2030 das Nações Unidas. 

    O lançamento ocorreu no Pavilhão dos ODS, espaço da UNDESA na Conferência Mundial do Clima, em Madri (Espanha).
    Para o subsecretário geral da UNDESA, Liu Zhenmin, que participou do lançamento, Itaipu é um exemplo mundial de como abordar a Agenda 2030,“A abordagem integrada da Itaipu em água e energia, bem como sua busca por soluções sustentáveis são, sem dúvida, inovadoras. A empresa é um exemplo de como as inter-relações entre água e energia podem ser trabalhadas para se atingir o desenvolvimento sustentável, é por isso que a UNDESA tem orgulho de sua parceria com a Itaipu”, resumiu.
    O subsecretário abriu o painel “Ampliar a ação climática através de soluções integradas em água e energia: cumprir com o Acordo de Paris e a Agenda 2030”, promovido pela Itaipu e UNDESA, durante a COP 25. 

    Ele destacou que, apesar de a Agenda 2030 incluir metas explícitas sobre água e energia, 800 milhões de pessoas no mundo ainda não têm acesso à eletricidade e 2 bilhões vivem em áreas de alto estresse hídrico.


    Ainda sim, o consumo de energia, até 2050, deve crescer 35% e o de água, 55%. O secretário-geral da ONU, António Guterres, tem enfatizado que, se os países quiserem atingir a neutralidade em carbono até a metade do século, a demanda por água deve crescer continuamente. E com as emissões de dióxido de carbono atingindo recordes históricos, o setor energético é peça-chave para enfrentar a mudança climática. 
    “Os ODS 6 e 7 (água e energia, respectivamente), estão no centro da Agenda 2030, porque estão no centro da vida, no centro da ação humana. E esta aliança entre a Itaipu e a UNDESA é uma oportunidade estupenda de ver o ODS 17 (de parcerias públicas e privadas), na prática”, disse a alta comissionada do Governo da Espanha para a Agenda 2030, Cristina Gallach. 


    O lançamento dos estudos de caso faz parte da parceria Soluções Sustentáveis em Água e Energia, firmada entre a Itaipu e a UNDESA, e que conta com a participação de outros organismos das Nações Unidas, como a ONU Mudanças Climáticas (UNFCCC) e o Governo da Espanha. 

    A expectativa, segundo a UNDESA, é seguir ampliando o número de associados, somar mais estudos de caso e, no próximo ano, promover uma conferência específica da parceria.
    “Em mais de 35 anos em que atuo no setor de água e energia, desconheço uma comunicação tão clara de como abordar esses temas e, sem dúvida, pretendo levar esses estudos de caso aos associados da IHA (Associação Internacional de Hidroeletricidade, em inglês)”, afirmou Richard Taylor, conselheiro executivo da instituição.

    O painel contou com a participação dos diretores de Coordenação da Itaipu, Luiz Felipe Carbonell (Brasil) e Miguel Gómez Acosta, que destacaram os bons resultados da gestão compartilhada de água e energia entre dois países há mais de quatro décadas. 

    Também participaram: Rola Dashti, da Comissão Econômica e Social das Nações Unidas para a Ásia Ocidental (Cespao) e Manuel Menéndez, diretor-geral de Água e Energia, do Ministério de Transição Ecológica da Espanha. Uma versão digital dos estudos de caso está sendo finalizada e deverá estar disponível em breve na página da Itaipu na internet (www.itaipu.gov.br).

    Fonte: Assessoria Itaipu


    Por: Dr Flavio
    CEO - República De Curitiba Oficial
    Blogueiro, Empreendedor, Produtor Cultural, Social Media e Amante do Direito...
    '' Invista nessa marca, visite nossa loja oficial''

    Nenhum comentário

    Obrigado pelo seu comentário, Lembrando que você é responsável juridicamente por tudo aquilo que escreve e, se solicitado, enviaremos as informações às autoridades competentes caso o conteúdo do comentário afronte a Lei.

    Post Top Ad

    Monitoramento Redes Sociais, Clipping.

    Post Bottom Ad

    Monitoramento Redes Sociais, Clipping.