• Plantão

    Curitiba terá semana para prevenir transtorno de ansiedade nas escolas

     Curitiba terá semana para prevenir transtorno de ansiedade nas escolas

    Em entrevista  exclusiva ao República de Curitiba Oficial o Vereador Herivelton Oliveira (cidadania), informou que esse é o primeiro passo para o enfrentamento real dessa situação que alcançam índices preocupantes em todos os cenários.

    "... è preciso pensar várias políticas públicas para os servidores das áreas de saúde, escola, aqueles que atendem o público diretamente. Estamos tendo muitos casos de depressão e suicídio... são situações causadas por estres no trabalho... é preciso evitar que os funcionários, cheguem nesse nível de stress..."




    O vereador informou também, que já tramita na casa um projeto de sua autoria, destinado exclusivamente aos professores, com técnicas especiais para utlizarem em situação de crise, um treinamento prático com especialistas.

    Com 23 votos favoráveis, os vereadores da Câmara Municipal de Curitiba (CMC) aprovaram, nesta terça-feira (5), a criação de uma campanha de conscientização para prevenir o transtorno de ansiedade dentro das escolas públicas administradas pela prefeitura. Apresentado pelo vereador Professor Silberto (MDB), o projeto de lei cria uma semana sobre o tema, anualmente, na proximidade do Dia Mundial da Saúde Mental, que ocorre em 10 de outubro (005.00078.2019, com a emenda 034.00025.2019).

    “Segundo o relatório do Programa de Avaliação Internacional de Estudantes, os alunos brasileiros estão entre os que ficam mais estressados durante os estudos, pois 56% dos entrevistados relataram passar pelo problema. Quando a ansiedade ultrapassa certo limite, ela causa muitos transtornos”, alertou Silberto, lembrando da experiência como professor e diretor de escola. “Acontecem muitas tentativas de suicídio entre os alunos.” O nome da campanha seria “Semana Municipal de Conscientização, Prevenção e Combate ao Transtorno de Ansiedade Generalizada”.

    Para Silberto, a ansiedade também é uma das causas da evasão escolar, o que sobrecarrega o Conselho Tutelar, responsável por apurar essas ocorrências. “Eles precisam investigar [o abandono da escola], pois não é normal um estudante deixar de ir para a escola. Algo está errado”, completou, colocando que a proposta também abrange os profissionais da Educação. Primeiro a manifestar apoio em plenário, Rogério Campos (PSC) lembrou que, por serem os anos de formação, a atenção sobre transtornos de ansiedade é muito importante.

    Osias Moraes (Republicanos) disse que a proposta está alinhada a outras semanas de conscientização já aprovadas pela CMC, como a da Internet Segura e do Combate à Automutilação – de autoria do parlamentar. “Temos que criar a lei e cobrar para que ela seja efetivada no município”, afirmou. Para Dalton Borba (PDT), o “projeto deveria ser ampliado” e levado a outras instituições de ensino, estaduais e federais. Noemia Rocha (MDB) e Maria Manfron (PP) também apoiaram a medida, que volta ao plenário nesta quarta, para votação em segundo turno.

    Fonte: CMC e República de Curitiba Oficial




    Por: Dr Flavio
    CEO - República De Curitiba Oficial
    Blogueiro, Empreendedor, Produtor Cultural, Social Media e Amante do Direito...
    '' Invista nessa marca, visita nossa loja oficial''

    Nenhum comentário

    Obrigado pelo seu comentário, Lembrando que você é responsável juridicamente por tudo aquilo que escreve e, se solicitado, enviaremos as informações às autoridades competentes caso o conteúdo do comentário afronte a Lei.

    Post Top Ad

    ad728
    ad728

    Post Bottom Ad

    Monitoramento Redes Sociais, Clipping.